Navigation

UE autoriza uso da vacina anticovid da Johson&Johnson

(Arquivo) A Agência Europeia de Medicamentos aprovou a vacina contra covid-19 da Johnson & Johnson afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. março 2021 - 15:40
(AFP)

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou nesta quinta-feira (11) que a instituição autorizou a aplicação da vacina desenvolvida pelo laboratório Johnson&Johnson contra a covid-19.

O laboratório norte-americano afirmou em comunicado que as primeiras doses devem chegar à UE "depois de meados de abril".

Pouco antes, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) havia aprovado a vacina Johnson & Johnson, a quarta autorizada na UE, depois dos imunizantes da Pfizer, BioNTech, AstraZeneca e Moderna.

"Esta é a primeira vacina que pode ser usada com uma só dose", disse Emer Cooke em comunicado, diretora executiva da agência com sede em Amsterdã.

A decisão representa um impulso para o lento programa de vacinação na UE.

A gigante farmacêutica americana J&J solicitou em 16 de fevereiro a aprovação da vacina, desenvolvida pela sua filial Janssen.

A vacina previne a covid-19 nos casos moderados a graves em 66,1% depois de 28 dias da aplicação da injeção, mas aumenta para 85,4% se considerada apenas a versão grave da doença.

Do ponto de vista logístico, a vacina da J&J é a mais atraente, já que não exige uma rede de armazenamento em baixas temperaturas e, principalmente, precisa de apenas uma dose.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?