Navigation

Venezuela estende proibição de voos comerciais pelo quinto mês consecutivo

Trabalhadores venezuelanos descarregam um carregamento de ajuda humanitária e equipamento médico enviado da China para o combate ao coronavírus no Aeroporto Internacional Simon Bolivar em Maiquetia, Vargas, na Venezuela, em 28 de março de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 13. agosto 2020 - 01:06
(AFP)

A Venezuela prorrogou a proibição de voos comerciais pelo quinto mês consecutivo, renovando por mais 30 dias a medida em vigor desde meados de março devido à pandemia do novo coronavírus. O Instituto Nacional de Aeronáutica Civil do país informou a extensão nesta quarta-feira (12) em nota divulgada nas redes sociais.

“Estão isentos as operações em estado de emergência, voos de carga e correio, pousos técnicos, voos humanitários, repatriação ou voos autorizados pelas Nações Unidas e sobrevoos de carga e comerciais”, explicou a autoridade aeronáutica venezuelana. Ainda assim, os passageiros desses tipos de voos deverão cumprir quarentena e passar por avaliações médicas.

Segundo dados oficiais, questionados por organizações de direitos humanos, a Venezuela, com 30 milhões de habitantes, atingiu 27.938 infecções e 238 mortes por COVID-19 na terça-feira, superando pela primeira vez 1.000 casos diários.

A restrição aos voos faz parte do "estado de alarme" decretado pelo presidente socialista Nicolás Maduro em suporte ao confinamento vigente desde 16 de março. O país é atingido pela pandemia enquanto já enfrenta seis anos de recessão e a maior inflação do mundo.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.