Navigation

Venezuela fecha consulados no Canadá por 'hostilidade' de Ottawa

Bandeira do Canadá afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. junho 2019 - 13:38
(AFP)

A Venezuela fechará seus consulados em Vancouver, Toronto e Montreal e vai restringir à sua embaixada em Ottawa toda a atividade diplomática neste país, em resposta ao fechamento temporário da embaixada do Canadá em Caracas - anunciou a Chancelaria no sábado (8).

"A decisão" do Canadá "de fechar temporariamente sua embaixada em Caracas, longe de se tratar de um assunto administrativo, é uma decisão política que reflete a hostilidade crescente desse governo em relação à Venezuela", afirmou um comunicado do Ministério das Relações Exteriores do país sul-americano.

"Em apego ao princípio de reciprocidade", segundo o documento, Caracas "deixará de prestar serviços temporariamente nos consulados gerais em Vancouver, Toronto e Montreal" e "todas as funções da diplomacia venezuelana no Canadá se concentrarão na sede de sua embaixada em Ottawa".

No domingo, o Canadá informou que fecharia de maneira temporária sua embaixada na Venezuela, acusando o governo de Nicolás Maduro de se negar a acreditar diplomatas críticos de sua gestão.

A chanceler canadense, Chrystia Freeland, disse que "o regime (de Maduro) tomou medidas para limitar a capacidade das embaixadas estrangeiras para funcionar na Venezuela, particularmente aquelas que defendem a restauração da democracia".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.