A vice-presidente peruana, Mercedes Aráoz, renunciou nesta quinta-feira à bancada parlamentar oficialista do Peruanos pela Mudança, uma decisão que se percebe como um distanciamento com o presidente Martín Vizcarra, em um momento em que o governo enfrenta questionamentos por sua proposta de eleições antecipadas.

Aráoz informou que apesar das discrepâncias com a bancada, continuará "defendendo as posições do governo que consideramos democráticas, responsáveis e de benefício das grandes maiorias", segundo um comunicado divulgado em sua conta do Twitter.

"Com essa mesma liberdade, também criticaremos de maneira democrática e responsável toda vez que considerarmos que o Executivo se afasta do plano de governo do (ex-presidente) Pedro Pablo Kuczynski", acrescentou a vice-presidente.

Junto com ela também renunciaram outros dois legisladores da mesma bancada, os ex-ministros Carlos Bruce e Ana María Choquehuanca.

A renúncia dos três congressistas reduziu a bancada governista a somente quatro representantes, em vez dos 18 obtidos pelas eleições de 2016.

O Congresso, controlado pelo partido fujimorista Força Popular (populista conservador), é formado por 130 parlamentares.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.