Navigation

Vietnã abrirá vários hospitais de campanha pelo coronavírus

(Arquivo) Um casal usando máscaras protetoras senta-se no lago Hoan Kiem em Hanói afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 05. fevereiro 2020 - 12:58
(AFP)

O Vietnã abrirá vários hospitais de campanha para conter a propagação do coronavírus, à espera da repatriação de mais de 900 pessoas que estiveram na China nas últimas semanas.

O objetivo é poder "receber, vigiar e tratar todos os pacientes suspeitos de coronavírus, se a epidemia se propagar", explicou o diretor do Departamento de Saúde da cidade de Ho Chi Minh, Nguyen Tan Binh.

Em Hanói, duas instalações militares foram transformadas em centro de confinamento com capacidade para 1.500 pessoas. Lá, serão postas em quarentena cerca de 950 pessoas evacuadas da China. A data ainda não foi anunciada.

Em duas províncias do norte do Vietnã, perto da fronteira com a China, alguns centros foram habilitados para receber pelo menos 3.000 pessoas. Na região central do país, serão abertos outros hospitais que poderão atender a até 3.700 pacientes.

Outros dois hospitais com 500 leitos estão sendo preparados em Ho Chi Minh.

O Vietnã, que compartilha uma extensa fronteira com China, além de estreitos vínculos comerciais e turísticos, tem dez pacientes infectados pelo novo coronavírus.

A epidemia já deixou cerca de 500 mortos e mais de 24.000 contagiados na China continental.

As autoridades vietnamitas suspenderam todos os seus voos com a China continental e os vistos turísticos para os cidadãos chineses, ou estrangeiros que estiveram na China nas últimas semanas.

Também foram cancelados todos os trens procedentes da China.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.