Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um tribunal de Vilnius decidiu extraditar para os Estados Unidos um lituano acusado de roubar 100 milhões de dólares da Google e do Facebook

(afp_tickers)

Um tribunal de Vilnius decidiu, nesta segunda-feira, extraditar para os Estados Unidos um lituano acusado de roubar 100 milhões de dólares da Google e do Facebook.

"O tribunal tomou uma decisão a favor da extradição do cidadão lituano Evaldas Rimasauskas para os Estados Unidos, onde será julgado penalmente", declarou a juíza Aiva Surviliene, constatou a AFP.

Evaldas Rimasauskas, de 48 anos, foi detido em março na Lituânia a pedido das autoridades americanas, que o acusam de roubar duas empresas americanas se fazendo passar por um provedor asiático de material de informática entre os anos 2013-2015.

A advogada de Rimasauskas indicou à AFP que os dois gigantes americanos da Internet, Facebook e Google, são mencionados na ata de acusação.

Em uma declaração pública, os procuradores americanos indicaram que Rimasauskas utilizou contas de e-mail falsas para se fazer passar por "funcionários e agentes" de um fabricante asiático.

Também é acusado de falsificar faturas e contratos, e de enviar cartas para incitar as empresas a mandar mais de 100 milhões de dólares a contas bancárias no exterior.

Snieguole Uzdaviniene, advogada de Rimasauskas, indicou que seu cliente apelará da decisão do tribunal.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP