Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Assédio sexual de jovens no esporte é um flagelo.

O jovem não denuncia para se proteger e proteger o treinador.

(Keystone)

Estudo da Associação Suíça de Proteção da Infância revela que as violências sexuais são frequentes entre jovens que praticam o esporte. E autoridades prometem cruzada contra todas as formas de assédio sexual nesse campo.

O estudo divulgado terça-feira, 20 de junho, constata que o assédio vai do simples toque à violência manifesta.

Na Suíça, a Divisão Federal do Esporte e a Associação Olímpica já formaram grupo de trabalho comum no intuito de combater todas os tipos de assédio do gênero na escola, em clubes ou associações esportivos.

Brigitte Zund, presidente da Associação de Proteção da Infância destaca que o jovem vive em frequente contato com os treinadores que por vezes atuam como substitutos dos pais o que gera dependência da criança. Em caso de abuso não denunciam o assédio para se protegerem e proteger o treinador.

Na tentativa de prevenir abusos, a Associação recomenda que a discussão do assunto entre as partes interessadas seja aberta e franca. Recomenda também assinatura de contratos pelos treinadores em que eles se comprometer a comportar-se corretamente.

A Associação Olímpica Suíça diz estar consciente do problema há dois anos e que um grupo de trabalho estuda medidas de prevenção de abuso e de assédio sexual.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.