Navigation

Aumenta o número de imigrantes europeus na Suíça

Muitos estrangeiros trabalham no setor de saúde. Keystone

No final de agosto, 898.448 pessoas da União Européia e da Associaciação Européia de Livre Comércio moravam na Suíça, 2,4% a mais do que em agosto de 2005. Os dados são da Divisão Federal de Migrações.

Este conteúdo foi publicado em 03. outubro 2006 - 17:09

Em contrapartida, o número de pessoas originárias de outros países continuou a diminuir (-0,8%) no mesmo período.

No total, 1.519.878 estrangeiros estavam registrados na Suíça no final de agosto, anunciou terça-feira (03/10) a Divisão Federal de Migrações (ODM). Eles representavam 20,4% da população suíça, 0,1% a mais do no mesmo período do ano passado.

Conseqüência dos acordos bilaterais

A Suíça tem cada vez mais habitantes originários dos 25 países da União Européia (UE) e da Associação Européia de Livre Comércio (AELE), da qual a Suíça é membro juntamente com Noruega, Islândia e Liechtenstein.

Em um ano, a população de cidadãos desses países na Suíça aumentou 2,4%, totalizando 898.484 pessoas. Em contrapartida, o número de cidadãos de outros países continuou a diminuir (-0,8%) durante o mesmo período, segundo dados divulgados terça-feira (03/10) pela Divisão Federal de Migrações (ODM).

O acordo bilateral que a Suíça assinou com a UE sobre a livre ciruculação das pessoas altera a composição da população estrangeira na Suíça, comenta a ODM. A progressão mais forte é de alemães (+ 14.603), portugueses (+ 7.126) e franceses (+ 2.493).

No sentido contrário, a ODM registrou uma regressão para os cidadãos da Sérvia e Montenegro (- 1.787), Itália (- 3.939), Espanha (- 2.983), Bósnia-Herzegovina (- 1.787) e do Sri Lanka (- 1.344). Esses dados confirmam a tendência dos últimos quatro anos.

Uma questão de método

Os números publicados pela ODM referem-se à população estrangeira com residência permanente, com autorização de estadia, estabelecimento ou estadia por tempo limitado, residindo durante pelo menos um ano na Suíça.

Os dados da ODM - ao contrário dos dados da Divisão Federal de Estatística (OFS) - são levam em consideração os requerentes de asilo, os funcionários de organizações internacionais nem os diplomatas e suas famílias.

swissinfo com agências

Fatos

As dez nacionalidades mais numerosoas na Suíça, no final de agosto de 2006:
Itália: 293.442 (19,3%)
Sérvia e Montenegro: 193.734 (12,7%)
Portugal: 172.111 (11,3%)
Alemanha: 166.146 (10,9%)
Turquia: 74.647 (4,9%)
França: 70.278 (4,6%)
Espanha: 69.299 (4,6%)
Macedônia: 60.668 (4%)
Bósnia-Herzegovina: 42.325 (2,8%)
Croácia: 39.752 (2,6%)
Outros: 337.466 (22,3%)

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?