Navigation

Conferência sobre Afeganistão pode ser na Suíça

O ministro das Relações Exteriores da AN, Abdullah Abdullah disse que a Suíça é um bom lugar para a conferência Keystone

A primeira reunião para a formação de um governo provisório deve ocorrer esta semana na Europa. Alemanha, Áustria e Suíça podem organizá-la. A Suíça não fez proposta oficil mas trabalha nos bastidores.

Este conteúdo foi publicado em 19. novembro 2001 - 14:48

A Aliança do Norte (AN), que ocupa a capital afegã, aceitou participar de uma reunião na Europa com representantes de todas as etnias do país. O objetivo é discutir a proposta do embaixador especial da ONU para o Afeganistão, Lakhadar Brahimi.

Suíça pode organizar

Ele propõe a formação de um governo multiétnico de transição de dois anos e o envio de uma força internacional de paz, integrada principalmente por soldados de países islâmicos, não vizinhos do Afeganistão.

Para os Estados Unidos e seus aliados, a reunião é urgente para impedir que a Aliança do Norte se instale no poder, julgado inviável pelos especialistas porque a AN é composta de etnias minoritárias. Ainda mais depois que o ex-presidente Burhauddin Rabbani, deposto pelo regime Talebã, voltou a Cabul.

A Suíça não fez proposta oficial mas trabalha nos bastidores para organizar a Conferência, em Genebra. Dirigentes da ONU e de 12 países foram informados da disponibidade da Suíça.

Os contatos começaram semana passada quando o chefe da diplomacia suíça, Joseph Deiss, esteve em Nova York para a Assembléia Geral da ONU.

Terça-feira, em Washington, haverá uma reunião de países e instituições suscetíveis de participar da reconstrução do Afeganistão, co-presidida por Estados Unidos e Japão.


swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?