Parcerias registadas do mesmo sexo ganham popularidade

Enquanto menos pessoas se casaram no ano passado na Suíça, o número de casais do mesmo sexo que formaram parcerias registradas aumentou, de acordo com os últimos números do Departamento Federal de Estatística.

Este conteúdo foi publicado em 28. fevereiro 2018 - 15:30
Houve mais parcerias registadas celebradas no ano passado entre gays do que entre lésbicas Keystone

Cerca de 800 casais decidiram dar este passo em 2017, o que representa um aumento geral nas parcerias registradas de 6,7% em relação ao ano anterior.

Em contrapartida, o número de casamentos caiu 4,5% para 14.900, revelaram os números provisórios. O número de divórcios também diminuiu 12,8% para 14.900. A duração média de um casamento na Suíça é de 15 anos.

Com base na tendência do ano passado, o departamento de estatísticas prevê que um terço dos casados em 2017 se divorciarão. Não houve previsão de quantas uniões civis se dissolverão.

Houve mais uniões civis celebradas entre casais de gays do que entre casais de lésbicas, o que corresponde aos dados de anos anteriores. No entanto, houve um aumento acentuado no número de mulheres que escolheram esse tipo de união (+ 32%). Por outro lado, o número de homens que registaram uma parceria diminuiu (-5%).

Menos crianças nasceram no ano passado, uma diminuição de 3,3% em relação a 2016. A taxa de fertilidade (nascimento por mulher) foi de 1,48.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo