Navigation

Estatal controla tráfego aéreo

Skyguide controla tráfego de aviões civis e militares Keystone

Skyguide, empresa que controla o tráfego aéreo civil e militar na Suíça e no sul da Alemanha, é uma estatal suíça que tem apenas 0,15% de capital privado.

Este conteúdo foi publicado em 02. julho 2002 - 18:16

Implicada na colisão aérea que provocou 71 mortos segunda-feira no sul da Alemanha, a companhia Skyguide é controlada a 99,85% pelo governo suíço.

Acordo rejeitado

Ela tem 1.400 funcionários nos aeroportos de Zurique, Genebra, Berna, Sion e Lugano mas também nos aeródromos militares de Dübendorf, Payerne, Emmen, Meiringen e Locarno.

Há 40 anos, a Alemanha delega à Suíça o controle do tráfego aéreo do sul de seu território devido a proximidade do aeroporto de Zurique-Kloten. Até agora, o serviço é prestado gratuitamente mas um acordo aéreo entre os dois países prevê a remuneração da Skyguide por esse serviço.

Esse acordo bilateral, no entanto, pode capotar. Como prevê a redução progressiva do tráfego em território alemão, ele foi considerado lesivo pela Câmara dos Deputados que o rejeitou. Será submetido agora ao Senado suíço mas o Parlamento alemão também ameaça rejeitá-lo.

Momento delicado

Se o acordo não for aprovado, a Alemanha vai retormar o controle aéreo sobre a totalidade de seu território, criando dificuldades financeiras para a Skyguide, que precisa investir em equipamentos em 3 pistas do aeroporto de Zurique.

Outras despesas estão previstas na reestruturação do espaço aéreo europeu e a Skyguide deve entrar com 6 a 10 milhões de francos suíços.

O colisão entre os dois aviões sob controle da Skyguide ocorre portanto num momento delicado das relações entre a Suíça e a Alemanha, justamente sobre o espaço aéreo.

swissinfo

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?