Loja de departamentos Manor corta 476 empregos em toda a Suíça

A empresa gere 59 lojas de departamentos, 30 supermercados e 27 restaurantes. Keystone / Ennio Leanza

A rede varejista Manor anunciou planos para reduzir aproximadamente 5% de sua força de trabalho devido à concorrência online e ao efeito do coronavírus nas vendas.  

Este conteúdo foi publicado em 17. agosto 2020 - 14:54
SDA-Keystone/ac

A empresa disse que a decisão foi parte de uma transformação estratégica para aproximar suas unidades de venda online e de lojas. A empresa sediada na Basiléia elaborou um plano de demissão. 

A empresa revelou que 91 de 830 postos serão eliminados na sede em Basiléia e 385 em lojas de departamentos em todo o país. A Manor é um agente significativo no setor varejista suíço com 59 lojas de departamento, 30 supermercados e 27 restaurantes. A empresa é de propriedade da holding Maus Frères, sediada em Genebra. 

No entanto, não há planos de fechar nenhuma filial, já que o grupo avalia regularmente a rentabilidade dos vários locais, disse um porta-voz da empresa. Em Zurique, onde a Manor teve que abandonar sua localização principal na Bahnhofstrasse após uma longa disputa com o proprietário, a seguradora Swiss Life, a empresa ainda está "intensamente" procurando uma solução alternativa, acrescentou o porta-voz. 

O varejista, sob pressão do comércio eletrônico e enfraquecido pela pandemia do coronavírus, quer acelerar a distribuição multicanal, reunindo as vendas feitas em suas lojas e online. 

"A crise do coronavírus atingiu duramente o setor não-alimentar no comércio varejista, mas também teve um efeito catalisador", disse o CEO Jérôme Gilg, e que "a aceleração de nossas atividades de comércio eletrônico está em linha com nossa estratégia de progresso de dois anos". 

O objetivo declarado da Manor é quintuplicar a participação atual do comércio online até o final de 2024. A gerência quer se concentrar em produtos frescos e gastronomia no segmento alimentício, e em moda, beleza, decoração de interiores e artigos domésticos no segmento não-alimentar. 

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo