Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Metalurgia sofre com o euro

9% das empresas do setor metalúrgico transferiram a produção para a eurolândia

(Keystone Archive)

A taxa de câmbio entre o franco suíço e o euro está prejudicando a indústria de máquinas e material elétrico. 80% delas reduziram as margens e as encomendas também diminuiram.

Dois terços da produção de máquinas, um dos setores mais tradicionais da indústria suíça, são destinados aos países da União Européia. Com a queda do euro em relação ao franco suíço, 80% das empresas tiveram de reduzir as margens de lucro.

As encomendas também estão caindo para 50% das empresas, segundo pesquisa feita em 278 empresas e divulgada pela Swissmen, entidade representativa da indústria pesada (máquinas e equipamentos elétricos).

Mudar de estratégia

Quando introduzido, em 1999, um euro valia fr. 1,62. No final do ano passado, a cotação era de fr. 1,47, uma queda de 9%. Nos últimos meses, o euro subiu um pouco (fr. 1,47) mas vários setores de exportação insistem que o Banco Central (BNS) deve intervir mais ativamente no câmbio.

Para atenuar os efeitos do câmbio, as empresas vem mudando de estratégia. Elas vem aumentando suas compras nos países da eurolândia e pagando fornecedores suíços em euro.

Outra solução é transferir as fábricas para os países da eurolândia, o que já foi feito por 9% das empresas suíças do setor, segundo Swissmen.

swissinfo com agências


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×