Navigation

Defendendo um retorno ao parto normal

As gestantes têm tantas possibilidades de parto, que a escolha da melhor opção pode ser um trabalho difícil. Um número crescente de mulheres na Suíça está optando por cesarianas, a maioria seguindo conselho de seus médicos.

Este conteúdo foi publicado em 08. maio 2013 - 08:29

A Secretaria Federal de Saúde Pública publicou recentemente um relatório que nem condena, nem apoia as cesarianas. Mas os profissionais da saúde de Stans, no cantão de Nidwald, são claramente contra. No hospital cantonal, 29% dos partos são cesarianas, como a média nacional. O serviço de partos do hospital quer agora reduzir esse número. E na “casa de parto”, localizada perto dali, "cesariana" é quase um palavrão. (Julie Hunt, swissinfo.ch)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?