Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Polícia adota arma a eletrochoque

A pistola "Taser", de fabricação americana, começa a ser utilizada na Suíça (foto: taser.com)

A pistola provoca uma descarga elétrica de 50 mil volts e paralisa uma pessoa durante 5 segundos, tempo suficiente para ser detida.

A polícia de Basiléia já adotou o sistema e outras polícias estaduais estudam a possibilidade. Para alguns especialistas, a arma é eficaz e sem perigo. Outros são mais reservados.

Parece filme de ficção mas não é. O Cantão de Basiléia já equipou as tropas de choque da polícia estadual com uma arma de fabricação americana, até agora desconhecida na Suíça.

Evitar o corpo-a-corpo

Outros cantões (estados) consultam especialistas e a comissão técnica das polícias suíças já deu seu parecer favorável, com certas reservas.

A pistola a eletrochoque neutraliza uma pessoa a 6 metros de distância, através de uma descarga elétrica de 50 mil volts. Ele não é mortal porque a amperagem é fraca (0,0021).

Quando acionada, a arma atira dois eletrodos que grudam na roupa ou na pele da vítima. A pistola funciona com uma bateria e os eletrodos são ligados à arma por dois fios.

"Utilizamos o 'taser' para proteger as testemunhas, as vítimas mas também nossos próprios homens", afirma a porta-voz da polícia de Basiléia, a única que já adotou a nova arma e pagou mil francos (US 800) cada uma. "No entanto, ela só é utilizada por nossas tropas especiais contra pessoas violentas, a fim de evitar o corpo-a-corpo", segundo a polícia de Basiléia.

"Estamos sempre procurando uma maneira de deter as pessoas sem feri-las", afirma a polícia de Genebra, que estuda seriamente a adoção da nova arma.

Efeitos colaterais desconhecidos

Consultado, o Instituto de Medicina Legal da Universidade de Lausanne considerou a pistola "taser" eficaz e sem perigo.

No entanto, a própria comissão técnica das polícias suíças, é mais reservada considerando que "não se pode excluir riscos". A arma pode causar ferimentos nos olhos e os efeitos colaterais em doentes do coração ou em mulheres grávidas, por exemplo, não são conhecidos.

A comissão recomenda o uso da pistola a eletrochoque em casos bem específicos como em atos de vandalismo, de seqüestro ou de pessoas armadas. Insiste ainda que todo policial precisa ter uma formação especial antes de utilizar a nova arma.

swissinfo com agências

Breves

- A pistola a eletrochoque é de fabricação americana.

- A polícia de Basiléia já a adotou e outros cantões estudam as possibilidades.

- A arma neutraliza uma pessoa a 6 metros de distância, durante 5 segundos.

- Dois eletrodos, ligados por dois fios, são atirados e grudam na roupa ou na pele da pessoa visada. Uma bateria da pistola dá a descarga elétrica.

- Alguns especialistas a consideram eficaz e inofensiva; outros dizem que os efeitos colaterais não são conhecidos.

- A utilização requer uma formação especial e a arma só deve ser acionada em situações especiais.

Aqui termina o infobox

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×