Perspectivas suíças em 10 idiomas

Indígenas brasileiros lutam contra acordo comercial com a Suíça

Representantes da comunidade indígena brasileira alertaram a Suíça contra a ratificação do acordo de livre comércio com os países do Mercosul. Eles dizem que o acesso mais fácil ao mercado seria feito às custas do meio ambiente e da população indígena.


PLACEHOLDER

“Qualquer pessoa que se sinta comprometida com o meio ambiente não pode apoiar este acordo de livre comércio”, disse Sonia Guajajara, secretária-geral da organização indígena APIBLink externo, em entrevista coletiva em Berna na quinta-feira (7). 

Junto com outros oito representantes da população indígena brasileira, Guajajara está em uma turnê europeia para lutar contra o acordo de livre comércio. 

O acordo entre os países do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) e os países da UE e da EFTA (Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein) trata principalmente dos lucros das empresas e não do bem-estar das pessoas e do ambiente, afirmou. 

Guajajara disse estar muito preocupada com as políticas do presidente brasileiro Jair Bolsonaro. “Este ano tem visto não só mais desmatamento e queimadas, mas também mais mortes de povos indígenas”, disse. 

“Quando compram soja, carne bovina, óleo de palma ou ouro de territórios protegidos no Brasil, estão comprando sangue indígena”, disse o líder indígena Elizeu Guarani Kaoiwà. 

“Para Bolsonaro, uma planta de soja é mais valiosa do que uma árvore, e a cabeça de uma vaca é mais valiosa do que a cabeça de um indígena. A ratificação do acordo faria do genocídio em nosso país uma realidade”, disse. 

Segundo a Sociedade de Povos AmeaçadosLink externo, a situação dos cerca de 900 mil indígenas e a destruição da floresta amazônica piorou drasticamente desde que Bolsonaro tomou posse no início do ano. 

“Marco importante” 

O ministro da Economia da Suíça, Guy Parmelin, disse em agosto que o acordo EFTA-Mercosul foi um “marco importante” na ampliação da rede comercial da Suíça. 

“Os exportadores suíços precisam de uma estrutura confiável para se afirmarem nos turbulentos mercados mundiais”, disse, acrescentando que a Suíça prestou atenção especial aos produtos agrícolas, bem como às questões de propriedade intelectual. 

Um comunicado do Ministério da Economia suíço disse que cerca de 95% das exportações suíças para a área do Mercosul, que é composta por 260 milhões de habitantes, estariam livres de tarifas. As barreiras técnicas ao comércio seriam abolidas, os prestadores de serviços suíços teriam acesso mais fácil aos mercados e as relações econômicas bilaterais seriam fortalecidas. 

A ratificação está prevista para 2021, após revisão jurídica e aprovação do acordo no parlamento.


Mostrar mais
government leaders

Mostrar mais

Petição é lançada contra o acordo comercial Suíça-Mercosul

Este conteúdo foi publicado em A petição intitulada “Não há acordo de livre comércio entre a Suíça e o destruidor da Amazônia Bolsonaro” exige que Berna adie a assinatura do acordo recentemente anunciado entre a EFTA e o Mercosul, a menos que ele contenha disposições para sancionar violações de direitos humanos ou ambientais. A petição foi organizada pela CampaxLink externo, uma…

ler mais Petição é lançada contra o acordo comercial Suíça-Mercosul

swissinfo.ch/fh

Notícias

Imagem

Mostrar mais

Mercado brasileiro de café atrai Nestlé

Este conteúdo foi publicado em Por meio de sua marca Nescafé, a empresa está focando especialmente nas necessidades e desejos do mercado jovem.

ler mais Mercado brasileiro de café atrai Nestlé
Imagem

Mostrar mais

FIFA abre portas para sair da Suíça

Este conteúdo foi publicado em A entidade máxima do futebol internacional lançou as bases formais para uma saída teórica de sua sede em Zurique.

ler mais FIFA abre portas para sair da Suíça
Imagem

Mostrar mais

Suíça introduz banco de dados para passageiros aéreos

Este conteúdo foi publicado em A Suíça planeja introduzir um banco de dados para os passageiros de voos para coletar e processar dados pessoais em uma tentativa de combater o terrorismo e crimes graves.

ler mais Suíça introduz banco de dados para passageiros aéreos
Imagem

Mostrar mais

Gel suíço pode curar embriaguez

Este conteúdo foi publicado em Um gel recém-desenvolvido composto de proteínas de soro de leite decompõe o álcool no corpo e pode reduzir seus efeitos nocivos e intoxicantes em humanos.

ler mais Gel suíço pode curar embriaguez
bondinho

Mostrar mais

Bondinhos suíços bombaram no inverno 2023-2024

Este conteúdo foi publicado em Na temporada de inverno até o final de abril de 2024, as operadoras de bondinhos e teleféricos transportaram 3% mais visitantes em comparação com o inverno anterior e 5% a mais do que a média de cinco anos.

ler mais Bondinhos suíços bombaram no inverno 2023-2024
rio

Mostrar mais

Suíça investirá 1 bi para evitar enchentes no Reno

Este conteúdo foi publicado em Como parte de um acordo internacional com a Áustria, o governo suíço quer investir CHF 1 bilhão (US$ 1,1 bilhão) em medidas de proteção contra enchentes ao longo do Reno nas próximas três décadas.

ler mais Suíça investirá 1 bi para evitar enchentes no Reno

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR