Navigation

Ninguém saiu ganhando no acordo do Brexit, segundo as mídias suíças

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou o acordo como uma vitória para o Reino Unido. Pouca gente concorda com ele. Keystone/Paul Grover

Um dia depois que a Grã-Bretanha e a União Européia anunciaram um acordo comercial de última hora, a mídia suíça continua cética sobre seu impacto.

Este conteúdo foi publicado em 28. dezembro 2020 - 12:02
swissinfo.ch/ug

O acordo preservará o acesso britânico de 450 milhões de consumidores ao mercado único do bloco, com tarifa zero e quotas zero, mas não impedirá um cenário de sofrimento e turbulência econômica para o Reino Unido ou para os estados membros da UE.

Especialistas dizem que muitos aspectos da futura relação da Grã-Bretanha com a UE continuarão a ser discutidos, possivelmente ao longo de anos.

O acordo, acertado na quinta-feira mais de quatro anos depois que a Grã-Bretanha votou por uma margem estreita para deixar o bloco, oferece uma saída de um final caótico para um divórcio que abalou o projeto de 70 anos para forjar a unidade européia a partir das ruínas da Segunda Guerra Mundial.

As plataformas online da empresa Tamedia, que compreende os jornais Tages-Anzeiger, Der Bund, Berner Zeitung e Basler Zeitung, dizem que o acordo é uma boa notícia para o final do ano. "É uma vitória da razão, um acordo contra o caos". (....) Mas o preço do divórcio ainda não é conhecido".

Como a Suíça?

O grupo de jornais CH-Media, da Suíça de língua alemã e que inclui o Luzerner Zeitung, o St Galler Tagblatt e o Aargauer Zeitung , é mais pessimista, dizendo que o acordo não é o fim do Brexit, mas o começo.

"A Grã-Bretanha estará em constantes negociações com a UE durante os próximos anos e provavelmente décadas. Assim como a Suíça tem feito nos últimos anos e décadas, o Reino Unido tentará obter uma série de acordos setoriais da UE para complementar o acordo de livre comércio".

O editorial do jornal Neue Zürcher Zeitung é contundente em sua análise.

"Não se deixe enganar: não há vencedores com este acordo". Segundo o jornal,  a conclusão de um acordo de comércio é a melhor notícia para a Grã-Bretanha mas o caminho que a conduziu até aqui foi "desnecessariamente difícil e o impacto será desnecessariamente pequeno".

Ainda assim, o editorialista está certo de que o acordo vale "cada detalhe" pois "é uma vitória da razão para ambos os lados".

Por sua vez, o site on-line da emissora pública em língua alemã SRF conclui que o acordo Brexit é uma "vitória política de curto prazo" para o governo britânico e uma "enorme perda ideológica".

"Há um preço alto a pagar. Ele funcionará temporariamente para ambos os lados. A longo prazo, a parceria entre o Reino Unido e a UE terá que ser mais forte novamente. Os interesses comuns são significativos".

A Suíça, que não é membro do bloco de 27 nações, assinou uma série de acordos com a Grã-Bretanha como parte de uma estratégia para manter os laços harmoniosos após a implementação do Brexit.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo