Navigation

Pandemia provoca queda de 23% nos requerimentos de asilo

O aumento do número de pedidos de asilo de eritreus se deve a reuniões familiares e novos nascimentos. Keystone/Alessandro Della Bella

O número de pedidos de asilo na Suíça caiu em quase um quarto (23%), para um total de 11.041 pessoas no ano passado, conforme relatam as estatísticas anuais publicadas nessa segunda-feira.

Este conteúdo foi publicado em 01. fevereiro 2021 - 12:34
swissinfo.ch/ug

A Secretaria de Estado para Migração (SEM) disse que o declínio foi devido à pandemia de coronavírus e às restrições de viagem resultantes.

A maioria dos pedidos de asilo registrados no ano passado foram de cidadãos eritreus (1.917), seguidos por pessoas do Afeganistão, Argélia e Síria, de acordo com uma declaração divulgada na segunda-feira.

A lista dos países de origem é semelhante às estatísticas suíças dos anos anteriores.

O aumento do número de cidadãos eritreus é em grande parte o resultado de nascimentos e reuniões familiares, disse a SEM.

Em 2020, as autoridades suíças de asilo processaram mais de 17.220 pedidos (alguns casos se referiam a pedidos apresentados em anos anteriores). Isto reduziu o acúmulo total para 3.852 casos - o nível mais baixo desde 1994.

No total, 5.409 pessoas - ou um terço de todos os pedidos - receberam o status de asilo na Suíça em 2020.

O número de requerentes de asilo rejeitados que deixaram a Suíça voluntariamente caiu para 1.051 no ano passado, diminuindo em mais de 600 em comparação com o ano anterior.

Para 2021, a SEM espera receber cerca de 15.000 requerimentos de asilo.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.