Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Bandeira da Escócia e do Reino Unido do lado de fora do Parlamento escocês em Edimburgo. 18/09/2013. REUTERS/Russell Cheyne

(reuters_tickers)

GLASGOW Escócia (Reuters) - O apoio à independência da Escócia do restante da Grã-Bretanha aumentou para 40 por cento, de acordo com uma pesquisa de opinião divulgada nesta terça-feira, na véspera da participação do líder nacionalista Alex Salmond em um debate televisivo sobre a secessão.

No dia 18 de setembro a Escócia vota em um referendo sobre o fim de sua união de 307 anos com a Inglaterra, embora alguns levantamentos indiquem que até um quarto dos 4 milhões de eleitores continue indeciso.

Uma pesquisa do instituto Ipsos Mori revelou que o apoio à independência cresceu para 40 por cento, um aumento de quatro pontos percentuais desde um levantamento semelhante em junho e o índice mais alto que o instituto já registrou para o “sim”.

As pesquisas mostram níveis de apoio diferentes para o “sim”, embora nenhuma coloque a campanha separatista, que desde março luta para fazer progresso, na liderança.

O Ipsos Mori apontou que cerca de 54 por cento devem rejeitar a separação, cifra que não mudou desde junho, enquanto por volta de 7 por cento do eleitorado ainda não decidiu como irá votar – uma queda de três pontos percentuais.

(Por Alistair Smout)

Reuters