Navigation

Clérigo xiita pede que bloco de Maliki escolha novo candidato no Iraque

Este conteúdo foi publicado em 06. julho 2014 - 15:47

BAGDÁ (Reuters) - A coalizão do primeiro-ministro iraquiano Nuri al-Maliki deveria retirar o apoio a sua campanha por um terceiro mandato e escolher outro candidato, pediu o clérigo muçulmano xiita Moqtada al-Sadr, em meio ao impasse parlamentar sobre a formação de um novo governo.

Maliki tem sido alvo de crescente pressão desde que militantes do Estado Islâmico avançaram sobre o norte e o oeste do Iraque no mês passado, declarando um califado na terra que eles e outros grupos armados sunitas capturaram no Iraque e na Síria.

Em comunicado publicado em sua página na internet no sábado, Sadr disse que Maliki "envolveu a si mesmo e a nós em longos conflitos de segurança e grandes crises políticas" e sugeriu que evitar que Maliki tenha um terceiro mandato seria um "passo bem recebido".

"É necessário demonstrar o espírito nacional e paternal mirando uma meta mais alta e mais amplas de indivíduos e blocos. E por isso, eu quero dizer mudar os candidatos", disse Sadr, que ganhou influência política durante a ocupação dos Estados Unidos.

(Reportagem de Raheem Salman)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.