Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um rebelde separatista pró-Rússia protege o local da queda do avião da Malaysia Airlines enquanto monitores europeus e investigadores malaios inspecionam a área, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta terça-feira. 22/07/2014 REUTERS/Maxim Zmeyev

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos divulgarão nesta terça-feira dados de inteligência que sustentam a sua afirmação de que o avião da Malaysia Airlines que caiu na Ucrânia foi derrubado por um míssil disparado de uma área controlada pelos separatistas, afirmou o Departamento de Estado.

A porta-voz Marie Harf disse a repórteres que a comunidade de inteligência irá, mais tarde nesta terça-feira, divulgar "informação adicional que sustenta o que dissemos".

Harf repetiu a convicção dos EUA de que o avião, com quase 300 pessoas a bordo, foi derrubado por um míssil SA-11 terra-ar de fabricação russa disparado de uma área controlada por separatistas perto da fronteira com a Rússia, no leste da Ucrânia.

(Reportagem de Lesley Wroughton e David Storey)

Reuters