Navigation

Ex-ministro soviético e líder na Geórgia Shevardnadze é enterrado

Este conteúdo foi publicado em 13. julho 2014 - 21:03

Por Margarita Antidze

TBILISI, Geórgia, (Reuters) - Eduard Shevardnadze, que como ministro das Relações Exteriores soviético ajudou a derrubar o Muro de Berlim e o fim da Guerra Fria, foi enterrado em sua Geórgia natal, no domingo.

Shevardnadze, 86, morreu na segunda-feira após uma longa doença. Ele liderou a Geórgia nos tempestuosos primeiros anos após a independência, antes de ser deposto em protestos de rua.

Amado por alguns mas odiado por outros, depois de trazer estabilidade para a Geórgia mas falhar no combate à corrupção generalizada, Shevardnadze passou a maior parte de seus últimos anos na residência.

Como ministro das Relações Exteriores soviético, Shevardnadze supervisionou um degelo nas relações com o Ocidente e foi um dos pais intelectuais da "perestroika" (reestruturação) - a política de reforma que o líder soviético Mikhail Gorbachev disse ter sido concebida durante um passeio ao longo da costa do Mar Negro com seu companheiro georgiano.

No cenário pós-soviético, Shevardnadze voltou para a Geórgia para se tornar presidente e trouxe alguma estabilidade à república após um período de anarquia. Ele foi derrubado na Revolução das Rosas do país em 2003, que foi liderada por Mikheil Saakashvili.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.