Navigation

Executiva do Yahoo é processada por assédio sexual

Este conteúdo foi publicado em 12. julho 2014 - 17:00

Por Devika Krishna Kumar

(Reuters) - Uma importante executiva do Yahoo está sendoprocessada na Califórnia por uma mulher que era sua subordinada e a acusa de assédio sexual e demissão injusta. Maria Zhang, diretora de engenharia do Yahoo Mobile, foi processada por Nan Shi, que trabalhou com ela como engenheira de software a partir de fevereiro de 2013, de acordo com o processo que foi aberto no Tribunal Superior de Santa Clara, em San José, Califórnia, em 8 de julho. Shi alega que Zhang a forçou a fazer sexo oral e virtual com ela várias vezes em Sunnyvale, California, e que a chefe disse que ela teria um "futuro brilhante" no Yahoo se fizessem sexo. Shi quer uma indenização e outras punições contra a ex-chefe. O processo também coloca o Yahoo como réu. "Absolutamente não há base ou verdade nas acusações contra Maria Zhang. Maria é uma executiva exemplar do Yahoo e pretendemos lutar com vigor para limpar o seu nome", disse um representante do Yahoo por email. Zhang fundou sua própria empresa mobile, a Alike, que foi comprada pelo Yahoo em 2013. Ela também já trabalhou para Microsoft e Zillow antes de ser contratada pelo Yahoo, de acordo com seu perfil no LinkedIn.

(Reportagem de Devika Krishna Kumar em Bangalore)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.