Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BAGDÁ (Reuters) - Forças curdas conhecidas como peshmerga assumiram o controle de dois poços de petróleo perto de Kirkuk, nesta sexta-feira, e expulsaram trabalhadores árabes, substituindo-os por pessoal curdo, segundo o Ministério do Petróleo em Bagdá e fontes na Companhia de Petróleo do Norte.

Eles disseram que os curdos se apropriaram de instalações nos campos petrolíferos de Bai Hassan e Kirkk, norte do país, na madrugada desta sexta-feira.

O Ministério Nacional do Petróleo em Bagdá condenou a tomada dos poços de Kirkuk e Bai Hassan e pediu que os curdos se retirem imediatamente para evitar "consequências calamitosas".

A ocupação ocorreu um mês depois de as forças curdas tomarem o controle da cidade vizinha de Kirkuk, após a retirada das tropas iraquianas durante a rápida ofensiva de militantes do grupo Estado Islâmico (EIIL), que se apoderou de amplas áreas no norte e oeste do Iraque.

A violência também elevou a tensão política entre o primeiro-ministro Nuri al-Maliki e líderes curdos, que se retiraram do governo de Maliki, liderado pelos xiitas.

"O Ministério do Petróleo confirma que forças armadas peshmerga junto com alguns civis entraram em estações de produção de petróleo nos campos de Kirkuk e Bai Hassan na madrugada desta sexta-feira e expulsaram trabalhadores", disse um porta-voz do ministério.

(Reportagem de Raheem Salman)

Reuters