Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BERLIM (Reuters) - Uma mulher entrou na piscina das focas do Jardim Zoológico de Berlim na segunda-feira à noite, arriscando ferimentos graves para mergulhar junto aos animais depois do fechamento do local, disseram os responsáveis pelo zoológico. 

Uma testemunha disse ao jornal alemão Bild: "Eu vi quando a mulher tirou a roupa e ficou de biquíni e, em seguida, abaixou-se para entra na piscina das focas. Mais atrás estava um homem tirando fotos". 

Os funcionários do zoológico não conseguiram pegar a mulher, disse Ragnar Kuehne, gerente de zoológico, mas teriam chamado a polícia se tivessem conseguido.

"A mulher poderia ter sido gravemente ferida, se as focas a mordessem", disse ele. 

A mulher nadou na piscina às 19h30, meia hora depois de os visitantes terem deixado o local.

"As pessoas precisam respeitar o bem-estar animal, tanto no ambiente selvagem, quanto no cativeiro", disse Doerte von der Reith, porta-voz do Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal. "Entrar em sua piscina é absolutamente irresponsável." 

As focas Gloria e Grania ainda não são animais totalmente adultos. Focas podem variar em tamanho de 1 a 3 metros. O casal se mudou para a capital alemã vindo do zoológico de Hanover em 2013. 

O morador mais famoso do Jardim Zoológico de Berlim era o urso polar Knut, cuja mãe o rejeitou quando recém-nascido, e ele foi criado por um funcionário. Milhares de visitantes fizeram fila por horas para vê-lo brincar no zoológico. O urso morreu repentinamente de um ataque epiléptico em março 2011. 

(Reportagem de Helen Cahill)

Reuters