Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Natalia Zinets e Maria Tsvetkova

KIEV/DONETSK (Reuters) - Nove civis foram mortos em novo confronto entre as forças do governo e separatistas pró-Rússia por volta das cidades de Luhansk e Donetsk no leste da Ucrânia, disseram autoridades locais neste domingo.

Seis pessoas foram mortas em bombardeio e tiros nos arredores de Donetsk, disse o vice-prefeito Kostantyn Savinov, e as autoridades da cidade disseram que três foram mortas em bombardeio de Luhansk nas últimas 24 horas.

Um repórter da Reuters no centro de Donetsk disse que o bombardeio ecoou durante a noite e testemunhas disseram que diversos prédios pegaram fogo no afastado distrito de Petrovsky, incluindo uma escola. O cheiro da fumaça chegou até o centro da cidade.

Muitos residentes de Luhansk, que fica perto da fronteira com a Rússia, não possuem eletricidade e alguns estão sem água, disse a assessoria de imprensa da administração da cidade.

Avanços pelo exército ucraniano forçaram os rebeldes para fora da maioria das cidades que haviam ocupado no leste da Ucrânia, e os empurrou principalmente para a cidade de Luhansk, que possuía uma população de cerca de 400 mil antes do conflito, e Donetsk, que tinha cerca de 1 milhão de residentes.

O exército ucraniano disse que não sofreu perdas no último confronto.

Os esforços diplomáticos para acabar com o conflito, que já matou mais de 1.100 pessoas segundo as Nações Unidas, estagnaram.

Reuters