Navigation

Obama envia ao Congresso pedido para financiamento de guerra de US$60 bi

Este conteúdo foi publicado em 27. junho 2014 - 01:10

WASHINGTON (Reuters) - A Casa Branca enviou nesta quinta-feira ao Congresso um pedido de financiamento de guerra para 2015 de quase 60 bilhões de dólares, uma queda de 20 bilhões de dólares em relação ao ano fiscal atual, depois que o presidente norte-americano, Barack Obama, decidiu retirar parte das tropas do Afeganistão até 31 de dezembro.

Obama, em uma carta enviada ao presidente da Câmara dos Deputados, John Boehner, pediu 58,6 bilhões de dólares para a guerra no Afeganistão e outras atividades militares no exterior, o menor pedido de fundos de guerra feito pelo Pentágono em uma década.

Além de financiar a guerra no Afeganistão, a Casa Branca também pediu 500 milhões de dólares para apoiar a oposição moderada da Síria, 1,5 bilhão de dólares para a estabilidade nos países que fazem fronteira com a Síria que foram inundados com refugiados e 140 milhões de dólares para treinamento não-operacional no Iraque.

O montante é aproximadamente 20 bilhões de dólares menor do que o atual ano fiscal, que termina em 30 de setembro, e 20 bilhões de dólares a menos do que o valor de 79,4 bilhões de dólares da proposta orçamentária enviada ao Congresso em fevereiro.

O pedido a Boehner também incluiu 1,4 bilhão de dólares em Operações de Contingência no Exterior para o Departamento de Estado, elevando o pedido total para 7,3 bilhões de dólares. O departamento havia pedido 5,9 bilhões de dólares em operações no exterior na proposta orçamentária de fevereiro.

(Reportagem de David Alexander)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.