Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente dos EUA, Barack Obama, na Casa Branca. 22/07/2014 REUTERS/Joshua Roberts

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, escreveu para o presidente russo, Vladimir Putin, para informá-lo diretamente que o governo norte-americano considera que a Rússia violou o tratado nuclear de alcance intermediário, disse o porta-voz da Casa Branca Josh Earnest nesta terça-feira.

Os Estados Unidos estão buscando conversações de alto escalão sobre o que consideram ser uma infração do tratado da Guerra Fria, ratificado em 1988, que foi projetado para eliminar mísseis de cruzeiro lançados por terra com um alcance de 500 a 5.500 quilômetros.

Earnest se recusou a comentar sobre como ou quando a Rússia violou o acordo, mas disse que os EUA estão preocupados, em parte, com o risco de proliferação.

O fato de Obama ter levantado a questão diretamente com Putin sinaliza a gravidade da situação, disse Earnest a repórteres.

"Isso é uma indicação de que este é um assunto que merece a séria atenção dos líderes tanto dos Estados Unidos quanto da Rússia", declarou Earnest.

O porta-voz afirmou que o governo norte-americano elevou a sua preocupação com a Rússia sobre violação "em várias ocasiões".

"É justo se concluir que a resposta deles às nossas preocupações foi totalmente insatisfatória, e é por isso que as negociações adicionais são necessárias", disse Earnest.

(Por Roberta Rampton e Steve Holland, com reportagem adicional de Eric Beech)

Reuters