Navigation

Papa cancela compromisso em Roma, mas Vaticano dissipa preocupações

Um papamóvel é visto em frente ao hospital onde o papa Francisco faria uma visita nesta sexta-feira, em Roma, na Itália. O pontífice cancelou a visita devido a "uma indisposição repentina”. 27/06/2014 REUTERS/Giampiero Sposito reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 27. junho 2014 - 21:41

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco cancelou uma visita a pacientes de um hospital de Roma, na Itália, no último minuto nesta sexta-feira devido ao que o Vaticano chamou de “uma indisposição repentina”.

Mas o pontífice, que desmarcou uma série de compromissos nas últimas semanas por conta de pequenos problemas de saúde, ainda irá receber o presidente de Madagascar e presidir a comemoração do dia de São Pedro e São Paulo neste fim de semana, informou o Vaticano.

“Os compromissos da agenda do Santo Padre para sábado, 28 de junho, e domingo, 29 de junho, estão confirmados”, disse o principal porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, em uma mensagem de texto a repórteres.

“Não há razão para se preocuparem com a saúde do papa”, afirmou Lombardi.

O papa, que sofre de dores no nervo ciático, cancelou uma caminhada em uma procissão pelas ruas de Roma na semana passada, decisão que o Vaticano disse ter sido tomada para preservar sua energia para futuros compromissos.

Francisco cancelou um compromisso na semana anterior devido a uma ligeira febre, mas em seguida fez uma série de aparições públicas durante as quais aparentou boa saúde.

(Reportagem de Philip Pullella)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.