Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um trem de carga sai do Eurotúnel em Coquelles, perto de Calais, na França, em maio. 05/05/2014 REUTERS/Pascal Rossignol

(reuters_tickers)

LONDRES (Reuters) - Centenas de passageiros foram retirados nesta segunda-feira do Eurotúnel, sob o Canal da Mancha, depois que um trem quebrou devido a um problema com os cabos suspensos, resultando em longos atrasos na travessia entre a Grã-Bretanha e a França.

Um porta-voz da operadora do túnel afirmou que um problema com a catenária, que fornece energia aos trens, fez uma composição ficar parada perto das 3h30 (horário de Brasília) desta segunda-feira.

“Transferimos os clientes através do túnel de serviço para um trem vazio”, afirmou o porta-voz. “Estamos extraindo a composição, e na sequência a levaremos para a França para que os clientes peguem seus carros.”

O Eurotúnel, ligação de 50 quilômetros entre Folkestone, no sudeste da Inglaterra, e Coquelles, no norte francês, é usado por composições que levam carros e caminhões e por serviços de trem da Eurostar entre Londres, Paris e Bruxelas.

As atualizações operacionais mais recentes sugerem que o túnel será parcialmente reaberto às 2h (horário de Brasília) de terça-feira. Até lá, os engenheiros irão continuar a trabalhar para restaurar totalmente a energia para os setores afetados do túnel, informou a Eurostar em um comunicado.

Mas o Eurotúnel deve ter novas interrupções nos serviços na terça-feira e está cancelando quatro trens Eurostar, entre eles dois vindos de Londres, um de Bruxelas e outro de Paris, acrescentou a empresa.

(Reportagem de Paul Sandle e Esha Vaish)

Reuters