Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O ex-secretário de Estado dos EUA Henry Kissinger durante celebração do seu 90º aniversário, em Berlim, na Alemanha, no ano passado. 11/06/2013 REUTERS/Gero Breloer/Pool

(reuters_tickers)

NOVA YORK (Reuters) - O ex-secretário de Estado dos Estados Unidos e Prêmio Nobel da Paz Henry Kissinger foi submetido a uma cirurgia cardíaca em um hospital de Nova York nesta terça-feira e estava descansando confortavelmente, disseram funcionários do hospital.

Kissinger, de 91 anos, passou por um procedimento cirúrgico para substituir uma válvula da aorta, de acordo com o Hospital Presbiteriano de Nova York, nos Estados Unidos.

O refugiado judeu nascido na Alemanha serviu como Secretário de Estado nos governos dos presidentes republicanos Richard Nixon e Gerald Ford, tendo participado na abertura diplomática da China, nas negociações para o controle de armas entre EUA e a União Soviética, na expansão dos laços entre Israel e seus vizinhos árabes e nos Acordos de Paz de Paris com o Vietnã do Norte.

Enquanto muitos elogiam Kissinger por seu brilhantismo e ampla experiência, alguns oponentes o consideram um criminoso de guerra por seu apoio a ditaduras anticomunistas, especialmente na América Latina.

Após os Acordos de Paz de Paris alcançados em janeiro de 1973, Kissinger dividiu um controverso Prêmio Nobel da Paz com o político vietnamita Le Duc Tho.

Depois de deixar o governo, Kissinger criou uma empresa de consultoria altamente qualificada em Nova York. Ele também atuou em conselhos de administração e vários foros de política externa e de segurança, escreveu livros e comentou assuntos internacionais na imprensa.

(Reportagem de Ellen Wulfhorst, em Nova York; e de Bill Trott, em Washington)

Reuters