Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

KIEV (Reuters) - O prefeito da cidade de Kremenchuk, no centro da Ucrânia, foi morto a tiros neste sábado, e a casa de outro prefeito, em Lviv, mais ao oeste, foi atingido por um disparo de lançador de granadas, anunciou o Ministério do Interior. 

    A Ucrânia, que luta contra rebeldes pró-Rússia no leste e ainda lida com os desdobramentos da recente queda de um avião malaio, passa por distúrbios desde novembro, quando milhares protestaram contra o presidente Viktor Yanukovich. Ele foi deposto pelos protestos de "Maidan", mas algumas áreas do país permanecem divididas. 

    O assessor do ministro do Interior do país Anton Gerashchenko disse que o prefeito de Kremenchuk, Oleh Babayev, foi morto quando um carro se aproximou do carro dele e uma pessoa não identificada atirou três vezes com uma arma com silenciador. 

     "É sabido que Oleh Babayev tinha o apoio de um número significativo de pessoas em Kremenchuk. Durante o Maidan, ele apoiou ativistas que a polícia local e os promotores queriam prender", disse Gerashchenko em sua página no Facebook. 

      Ele acrescentou que um lançador de granadas foi disparado na madrugada na casa do prefeito de Lviv, Andriy Sadoviy, que não estava em casa no momento. "Muito provavelmente estes crimes não tem conexão", afirmou. 

(Reportagem de Elizabeth Piper)

Reuters