Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Primeiro-ministro Najib Razak em entrevista coletiva no aeroporto de Kuala Lumpur. 18/07/2014 REUTERS/Samsul Said

(reuters_tickers)

KUALA LUMPUR (Reuters) - O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, pediu que se faça justiça logo com os responsáveis se o avião da Malásia que caiu na Ucrânia foi derrubado.

Najib, que leu um comunicado em uma entrevista à imprensa nesta sexta-feira (horário local), disse que a Malásia não conseguiu verificar o que causou a queda do avião que fazia o trajeto de Amsterdã para a capital malaia, Kuala Lumpur, mas afirmou que a aeronave não fez chamado de emergência.

O premiê concordou, em conversas com o presidente dos EUA, Barack Obama, que os investigadores têm que ter acesso completo ao local onde estão os destroços do avião.

"As autoridades ucranianas acreditam que o avião foi derrubado", disse Najib em comunicado.

"Neste estágio, de qualquer forma, a Malásia não tem condições de verificar a causa desta tragédia. Mas nós temos, e nós vamos descobrir precisamente o que aconteceu com este voo. Não restará pedra sobre pedra", disse.

"Se for revelado que o avião foi realmente derrubado, nós insistimos que o responsáveis sejam levados à Justiça rapidamente."

O premiê disse ainda que a Malásia enviou um avião a Kiev, capital da Ucrânia, com uma equipe de resgate e assistência para desastres.

(Reportagem de Anuradha Rughu)

Reuters