Navigation

Rebeldes da Ucrânia podem aceitar trégua para trabalho de resgate em local de queda de avião

Este conteúdo foi publicado em 17. julho 2014 - 20:31

MOSCOU (Reuters) - Separatistas pró-Rússia podem concordar com um cessar-fogo de dois a três dias no leste da Ucrânia para permitir que seja feito o trabalho de resgate no local da queda do avião da Malásia abatido, disse nesta quinta-feira a agência de notícias da Rússia RIA, citando um líder rebelde.

Os rebeldes, que combatem o governo central da Ucrânia, estavam mantendo conversas com representantes de autoridades do país para permitir o acesso ao local de organizações internacionais, disse o autoproclamado primeiro-ministro da República Popular de Donetsk,Alexander Boraday, segundo a agência.

(Reportagem de Alissa de Carbonnel)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.