Navigation

Russa Rosatom quer construir usinas atômicas na Argentina

Este conteúdo foi publicado em 12. julho 2014 - 19:53

BUENOS AIRES (Reuters) - A estatal russa de energia atômica Rosatom fez uma oferta para apresentar propostas de construção de duas novas unidades de energia nuclear na Argentina e pode oferecer condições financeiras "confortáveis", disse o ministro da Energia da Rússia neste sábado.

"A Rosatom está trabalhando ativamente aqui ... e já entregou sua proposta técnica e comercial para os nossos colegas(da Argentina)", disse o ministro da Energia Alexander Novak a jornalistas após uma reunião entre o presidente russo Vladimir Putin e a presidente da Argentina Cristina Fernandez.

"Haverá um proposta neste outono. A Rosatom ... está também disposta a oferecer condições financeiras confortáveis ​​(à Argentina)."

(Reportagem de Alexei Anishchuk)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.