Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Palestinos observam projétil lançado de Israel que não explodiu na cidade de Deir Al-Balah, na Faixa de Gaza. 01/08/2014 REUTERS/Finbarr O'Reilly

(reuters_tickers)

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou nesta sexta-feira a violação relatada em Gaza de um cessar-fogo humanitário de 72 horas pelo grupo islamita Hamas, e exigiu a imediata e incondicional libertação de um soldado israelense capturado.

"Ele está chocado e profundamente decepcionado com esses acontecimentos", disse o porta-voz da ONU Stephane Dujarric. "O secretário-geral está profundamente preocupado sobre a retomada dos ataque de Israel contra Gaza."

"O secretário-geral pede a ambos os lados que mostrem o máximo de contenção e retornem ao acordado cessar-fogo humanitário de 72 horas, que durou tragicamente um período tão curto de tempo", disse Dujarric.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Reuters