Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, durante uma reunião de gabinete em Jerusalém. 24/06/2014. REUTERS/Siegfried Modola

(reuters_tickers)

JERUSALÉM (Reuters) - O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, criticou nesta segunda-feira o pedido do Conselho de Segurança da ONU de uma trégua humanitária imediata na Faixa de Gaza, alegando que o posicionamento atendia às necessidades dos militantes islamitas do Hamas enquanto negligenciava a segurança de Israel.

O comunicado emitido pelo Conselho no domingo "refere-se às necessidades de um grupo terrorista assassino, que ataca civis israelenses, e não tem nenhuma resposta para as necessidades de segurança de Israel", disse Netanyahu ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, segundo informações repassadas por seu gabinete.

(Texto de Dan Williams)

Reuters