Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Membros do Ministério de Emergências da Ucrânia se reúnem antes de deixar o local da queda do avião da Malaysia Airlines, perto de Grabovo, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia, nesta segunda-feira. 21/07/2014 REUTERS/Maxim Zmeyev

(reuters_tickers)

KIEV (Reuters) - Um porta-voz do Conselho de Segurança da Ucrânia disse nesta segunda-feira que o governo ucraniano tem provas de que o míssil que derrubou o avião de passageiros da Malásia na semana passada tem origem na Rússia, apesar das negativas de Moscou.

"Existe evidências de que o míssil que atingiu o avião foi lançado por terroristas, que receberam armas e especialistas da Federação Russa", disse Andriy Lysenko em uma coletiva de imprensa.

"Para renegar essa tragédia, eles (os russos) estão apresentando uma série de mapas e fotos. Vamos examinar qualquer foto ou outros planos produzidos pelo lado russo", acrescentou.

(Reportagem de Pavel Polityuk)

Reuters