Cidade suíça vai dar "vale Corona" no valor de 2.800 reais

Os fabricantes de vidro da cidade de Hergiswil esperam que os moradores gastem seus vales na produção artesanal deles. Keystone / Martin Ruetschi

Os eleitores da cidade de Hergiswil, no centro da Suíça, aprovaram um programa para dar a cada adulto residente na cidade um voucher no valor de 500 francos suíços, o equivalente a 2837 reais, para gastar em lojas e empresas da cidade para impulsionar a economia local atingida pela pandemia de Covid-19.

Este conteúdo foi publicado em 30. junho 2020 - 10:32
swissinfo.ch/fh

Em um plebiscito municipal organizado em 28 de junho, os cidadãos de Hergiswil, que tem uma população de 5.800 habitantes, votaram majoritariamente a favor de um financiamento de 2,6 milhões de francos para os "vales Corona" para os moradores locais.

De acordo com o programa, cada adulto da rica cidade do cantão de Nidwalden, situada à beira do lago de Lucerna, receberá um vale no valor de 500 francos suíços para gastar em restaurantes, lojas e empresas de Hergiswil até o final do ano.

"O objetivo é proporcionar alívio financeiro às pessoas e às famílias, bem como aumentar a rotatividade econômica das empresas locais o mais rápido possível", disse a prefeitura local.

"O conselho municipal está convencido de que esta medida aumentará a demanda dos consumidores e, assim, ajudará o ciclo econômico local a curto prazo".

Programas de vales

A ideia já conquistou vários outros cantões (estados) e municípios suíços para impulsionar as empresas e o turismo.

A cidade de Zug, por exemplo, criou no mês passado um fundo Covid no valor de 10 milhões de francos suíços, sendo que uma grande parte foi destinada a empresas locais de trens. Cada usuário de trem local receberá um vale no valor de 100 francos suíços para gastar em viagens de trem.

Programas semelhantes de vales foram lançados nos cantões de Obwalden, Nidwalden, Uri, Ticino, Turgóvia e Valais.

Partilhar este artigo