Bebedeiras aumentam entre os jovens suíços

A porcentagem de pessoas que se embriagam pelo menos uma vez por mês aumentou durante a última década, mas o consumo geral de álcool na Suíça permanece estável, revelou uma pesquisa de saúde.

Este conteúdo foi publicado em 26. novembro 2019 - 07:30
A garotada suíça mete o pé na jaca com cerveja e alcopops Keystone/Alessandro Della Valle

Novos números mostram que mais de 80% da população bebe álcool, enquanto a porcentagem de abstêmios aumentou ligeiramente nos últimos 25 anos, de acordo com uma pesquisa do Departamento Federal de Estatística

Em 2017, 68% dos homens suíços e 49% das mulheres disseram que bebiam álcool pelo menos uma vez por semana.

A porcentagem de pessoas que consomem álcool todos os dias caiu de 20% em 1992 para 11% em 2017.

No entanto, o consumo esporádico excessivo - pelo menos uma vez por mês - aumentou entre 2007-2017, passando de 11% para 16%. As bebedeiras esporádicas têm se mostrado mais populares entre adolescentes do sexo masculino e jovens adultos entre 15 e 24 anos. Cerca de 30% dos homens admitem beber em excesso, em comparação com 24% das mulheres - acima dos 12% na última década. 

Os homens geralmente preferem cerveja e destilados, enquanto o vinho é popular entre homens e mulheres. A geração jovem compra “alcopops” - bebidas aromatizadas com níveis de álcool relativamente baixos - e os grupos etários com mais de 75 anos desfrutam de um copo de vinho.

Os números, publicados na segunda-feira (25), são baseados em uma pesquisa de saúde suíça. 

Especialistas em saúde pediram no início deste ano restrições legais mais rigorosas para a compra de produtos que causam dependência. 


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo