Navigation

Cerca de 13 suíços desaparecem por dia

Um grupo de busca à procura de um adolescente desaparecido perto de Berna © KEYSTONE / PETER SCHNEIDER

Na Suíça, milhares de pessoas somem a cada ano, mas as autoridades raramente iniciam buscas com a ajuda da população.

Este conteúdo foi publicado em 29. janeiro 2018 - 09:17
SDA-ATS

Cerca de 4.700 pessoas desaparecem anualmente, de acordo com o jornal SonntagsZeitung. O jornal suíço baseou-se em dados de 13 cantões. Muitos dos desaparecidos são menores de 18 anos.

+ Cruz Vermelha Suíça na busca de entes queridos

No entanto, as autoridades só apelam para a população em 2,8% dos casos - principalmente quando um suspeito, uma criança ou uma pessoa idosa em saúde precária não é reconhecida. Como as autoridades disseram ao SonntagsZeitung, elas são mais cautelosas ao lançar uma busca por um adulto saudável que pode estar simplesmente precisando de algum tempo de distância. A polícia também explica sua relutância pelo motivo de não querer assustar a pessoa ou preocupar a população.

Em 2017, Genebra foi o cantão com mais pessoas desaparecidas: 1.668. A polícia iniciou buscas formais para cinco delas. Em comparação, Zurique lançou 11 buscas para 285 pessoas desaparecidas, e as autoridades do Ticino tentaram encontrar 33 dos 83 desaparecidos.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.