Navigation

Alunos suíços expostos demais aos perigos da internet

As crianças em idade escolar na Suíça estão expostas a níveis preocupantes de “cyberbullying”, aliciamento, violações de privacidade, pornografia e outros conteúdos perigosos na internet, alertou uma pesquisa realizada pelas autoridades federais.

Este conteúdo foi publicado em 23. maio 2019 - 10:58
O estudo revela a extensão dos riscos online que os alunos estão expostos Keystone / Elaine Thompson

Como resultado, metade dos jovens entrevistados disseram que não se sentiam seguros online. Um terço também admitiu uso excessivo de internet, com um quarto dizendo que tentou, sem sucesso, reduzir o tempo gasto online.

Os perigos da internet aumentam com a idade. Cerca de 10% dos jovens de 10 anos disseram ter sido vítimas de discriminação na internet, enquanto um em cada 20 relatou ciberbullying. Metade das crianças de 14 anos já havia visto pornografia.

Todas os jovens na faixa etária de 15 a 16 anos relataram ter sido expostos a riscos de estranhos na internet pelo menos uma vez na vida. Dois em cada cinco disseram ter sido solicitados por informação sexual, talvez relacionada à preparação de predadores online.

Metade dos entrevistados nesta faixa etária também disseram ter sofrido violações de sua privacidade, por exemplo, informações pessoais colocadas online sem a permissão deles.

Os resultados foram apresentados pelo "Fórum de Especialistas sobre a Proteção de Menores na Mídia", uma plataforma nacional criada pelo governo para promover as habilidades de mídia entre os menores.

A pesquisa “EU Kids Online Switzerland 2019Link externo” entrevistou 1.026 alunos com idades entre os 9 e 16 anos e professores em 67 turmas escolares na Suíça alemã e francesa. Devido a uma mudança na metodologia da pesquisa, os resultados não são diretamente comparáveis aos resultados anteriores de 2013.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.