Navigation

Neve e enchentes bloqueiam acesso a vilarejos de montanha

Algumas estradas de montanha na região sul da Suíça (cantão do Ticino) também ficaram bloqueadas por conta das fortes nevascas. Keystone

Fortes chuvas e muita neve atingiram várias partes da Suíça, deixando milhares de pessoas nos Alpes desconectadas do mundo exterior.

Este conteúdo foi publicado em 05. janeiro 2018 - 14:53

Diversos vilarejos de montanha, especialmente no Valais, Oberland Bernese, bem como no sudeste e na Suíça central, ficaram bloqueados quando estradas e/ou ligações ferroviárias foram suspensas por um alto risco de avalanches e deslizamentos de terra.

A polícia informou que as estradas para as estações de esqui de Saas Fee e Adelboden estavam fechadas, enquanto que Zermatt só podia ser acessado via ônibus pois os serviços de trem foram interrompidos.

Conteúdo externo

Várias casas de férias foram evacuadas em uma vila na área de São Bernardo, no sudoeste da Suíça, confirmaram autoridades locais.

Rios nas regiões mais baixas do oeste da Suíça também transbordaram.

Prevenção de enchentes

Os serviços de segurança montaram barreiras de prevenção a inundações ao longo das margens dos rios Reno e Aare, no norte do país.

Cerca de 2.500 famílias em áreas rurais em torno de Berna permaneceram cortadas do fornecimento regular de eletricidade na quinta-feira.

Os meteorologistas dizem que a situação crítica deverá persistir nos próximos dias na sequência da tempestade Burglind, que varreu grande parte da Suíça e outras partes da Europa na quarta-feira.

Pelo menos oito pessoas ficaram feridas na tempestade, o que causou danos materiais estimados em CHF 50 milhões (US$ 51 milhões).

Bombeiros do serviço de emergência na região do Lago de Genebra enchem tubos de borracha para impedir que a água inunde as áreas residenciais e complexos industriais em Nyon Keystone

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.