Navigation

Suíça vai doar e vender excedente de vacinas

Excedente será doado e vendido. Keystone

Sobram 4,5 milhões de doses de vacinas contra a gripe suíça (H1N1) na Suíça, mesmo com a previsão de um eventual novo surto da gripe no país.

Este conteúdo foi publicado em 18. dezembro 2009 - 12:52

A Secretaria Federal de Saúde Pública (OFSP) afirma que vai vender uma parte e doar o excedente à Organização Mundial de Saúde (OMS) para distribuição em países pobres.

A Suíça comprou 13 milhões de doses de vacinas contra a gripe suína para uma população de 7,5 milhões de habitantes. O número foi considerado excessivo por especialistas e provocou polêmica no país.

Cinco semanas depois do início da campanha de vacinação gratuita e facultativa em toda a Suíça, a Secretaria Federal de Saúde (OFS) calcula que entre 15 e 30% da população foi vacinada. Os dados variam porque a campanha é feita por estados (cantões) e ainda não são conhecidos os números definitivos.

O que a OFSP conhece bem é o estado da epidemia na Suíça, que já estaria declinando, segundo Patrick Mathis, responsável da seção de pandemias na OFSP. Até agora, foram registrados 11.221 casos, 345 internações e 66 casos em unidades de terapia intensiva (UTI). Também foram registradas nove mortes.

“Por enquanto, todas as pessoas falecidas pertenciam aos grupos de risco”, diz Virginie Masserey, responsável pelo setor de vacinação na OFSP. Ela acrescenta que “metade das pessoas hospitalizadas e três quartos das pessoas tratadas em UTI pertencem aos grupos de risco”.

Epidemia e excedente

Nos estoques mantidos na Suíça, haverá doses suficientes de vacina, caso surja uma segunda epidemia de gripe suíça no país.

Mesmo assim, ainda estão sobrando 4,5 milhões de doses. A OFSP ainda não sabe exatamente em que proporção, mas pretende doar uma parte a países pobres através da Organização Mundial de Saúde (OMS) e vender outra parte do excedente a países que podem pagar e não encomendaram um número suficiente de vacinas.

swissinfo.ch com agências

Gripe H1N1

Até 17/12/2009 na Suíça:

- Nove mortes
- 11.21 casos declarados
- 345 pessoas hospitalizadas
- 66 pessoas tratadas em UTI
- 15 a 30% da população vacinada.

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?