Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíça perde e deixa Grupo Mundial

Stanislas Wawrinka não pode concretizar os sonhos da equipe suíça.

(Keystone)

Apesar da participação de Roger Federer, a equipe suiça de tênis não conseguiu se manter no Grupo Mundial da Copa Davis. Em Praga, a Suíça foi derrotada pela República Checa por 3 a 2.

Federer ganhou as duas partidas de simples, mas a derrota em duplas sábado foi decisiva pois o segundo jogador suíço, Stanislas Wawrinka, perdeu suas duas partidas de simples.

Na Copa Davis, não basta ter na equipe o melhor jogador do mundo. Apesar da presença de Roger Federer, a Suíça não jogará no próximo ano na elite do esporte, o chamado Grupo Mundial, onde estão os 16 melhores países. Nos últimos 13 anos, a Suíça sempre jogou na elite da Copa Davis.

A relegação para o Zonal Europa-África ocorre com a derrota por 3 a 2, em Praga, na repescagem contra a República Checa. Federer ganhou as duas partidas de simples, sexta-feira e domingo. Stanislas Wavrinka perdeu as duas simples, sexta-feira e domingo. No sábado, a Suíça perdeu a partida de duplas, em cinco sets muito disputados.

Duplas decisivo

Domingo de manhã, Roger Federer derrotou Thomas Berdych em três sets (7-6; 7-5; 6-3. Sexta-feira, Federer vencera Radek Stepanek em 4 sets.

Sábado, nas duplas, o técnico checo Jaroslav Navratil surprendeu colocando na quadra Tomas Berdych e Radek Stepanek. A dupla titular Martin Damm e Lukas Dlouhy ficou no banco. O técnico tinha razão.

A Suíça jogou com Federer e Yves Allegro mas perdeu em 5 sets, com parcias de 3-6 5-7 7-6 (9/7) 6-4 6-4. A dupla suíça teve a chance de concluir a partida no terceiro set mas não conseguiu.

Domingo à tarde, a última partida era portanto decisiva. Todas as esperanças da Suíça estavam na raquete de Stanislas Wawrinka, mas Radek Stepanek foi superior e ganhou em três sets, com parciais de 7-6, 6-3, 7-6). Mesmo tendo machucado o joelho no oitavo game do terceiro set, Stepanek conseguiu ganhar.

Vai ser difícil voltar

Ao final do torneio, Federer não disse se vai continuar jogando a Copa Davis, agora que a equipe foi rebaixada. "Não sei, terei de rever todo o meu calendário do ano que vem", declarou à televisão suíça TSR.

Uma bela série termina portanto para a equipe suíça. Há 13 anos que ela se mantinha na elite, vencendo sete seleções em partidas contra a relegação, duas nos dois anos precendentes.

A República Checa sempre foi um grande adversário. As duas equipes enfrentaram-se sete vezes e os checos ganharam em cinco. A Suíça nunca ganhou em Praga.

Resta saber se ela conseguir repetir a performance de 1994, quando voltou ao Grupo Mundial apenas um ano depois do rebaixamento contra Israel.

Para voltar à elite, a Suíça terá de vencer duas partidas. No ano que vem será difícil contar com Roger Federer, que já declarou várias vezes que seu objetivo principal no ano que vem será uma medalha olímpica em Pequim.

swissinfo com agências

Breves

Em tênis, a Copa Davis é uma competição internacional anual por equipe. As partidas são disputadas em três dias, quatros simples e uma em duplas, em cinco sets.

Quase 130 países participam da competição mas somente 16 fazem parte da elite denominada Grupo Mundial. A Suíça era parte desse grupo de elite desde 1995.

As oito equipes do Grupo Mundial eliminadas no primeiro turno da competição defendem sua manutenção na elite jogando contra as melhores equipes das diferentes Zonas Mundiais ou Zonais.

A partida República Checa-Suíça foi a única das 8 partidas do final de semana entre duas equipes eliminadas no primeiro turno do Grupo Mundial.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque