Navigation

Um terço da população quer ser vacinada contra a Covid-19

Muitas pessoas ainda hesitam em arregaçar as mangas. Keystone / Adrian Wyld

Pouco mais de 35% das pessoas pesquisadas na Suíça querem ser vacinadas contra o coronavírus o mais rápido possível. Em contraste, 57% não querem a vacina.

Este conteúdo foi publicado em 21. dezembro 2020 - 07:45
swissinfo.ch/fh

O instituto de pesquisa Marketagent.com da Suíça divulgou os resultados de sua pesquisa representativa no domingo. De 4 a 14 de dezembro, o instituto questionou 1.000 pessoas de 14 a 74 anos na Suíça de língua alemã e francesa.

De acordo com a pesquisa, uma clara maioria acredita que a vacina proporcionará proteção (62%) e será segura (57%), e 63% acreditam que o Ministério da Saúde tomará as decisões corretas ao fornecer uma vacina. No entanto, uma maioria (57%) não quer ou prefere não ser vacinada logo.

Esperar e ver

"Por trás desta contradição está provavelmente a esperança de que uma ampla vacinação da população leve a uma maior normalidade", explicou Martina Staub, da Marketagent.com Suíça. Isto sugere que muitas pessoas querem esperar e ver como a vacina funciona nos outros.

Além disso, há um ceticismo em relação às novas vacinas contra a Covid-19. A maioria dos entrevistados (53%) concordou com a declaração: "Sou a favor da vacinação em princípio, mas no caso do coronavírus eu não seria vacinado porque temos muito pouca experiência com esta vacina". Um número significativamente maior de mulheres concordou com isto.

Comissários de bordo e ministros

De acordo com o jornal SonntagsZeitung, a Swiss International Air Lines introduzirá uma vacinação compulsória contra o coronavírus para vários funcionários. A SWISS disse ao jornal que "em princípio, não visava a vacinação obrigatória para os funcionários". Entretanto, a companhia aérea espera que a prova da vacinação contra o coronavírus seja exigida para a entrada em certos países. Portanto, é bem possível que isto se aplique também aos pilotos e comissários de bordo.

Os principais políticos da Suíça também pretendem se vacinar, como disse André Simonazzi, porta-voz do governo federal, ao Sonntagszeitung.

"O Conselho Federal está sendo vacinado e recomenda que os cidadãos aproveitem a oportunidade de serem vacinados contra o coronavírus", disse Simonazzi.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.