Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Escola Como ensinar as crianças exiladas

As crianças refugiadas não falam alemão e muitas também ficaram traumatizadas com o que vivenciaram. Isso representa um desafio especial para os professores na Suíça. (SRF/swissinfo.ch)

Desde o fim do ano passado, 150 pessoas vivem em um centro de acolho transitório no cantão de Berna. Entre elas, 20 crianças. Todo dia elas viajam para a escola no vilarejo vizinho, acompanhadas de três mães. Essas crianças já percorreram um longo caminho. Elas chegaram da Eritreia, da Ucrânia, do Afeganistão, do Sri Lanka e da Síria.

As crianças refugiadas estão em uma classe própria, já que elas não sabem nada de alemão para começar a escola. Marc-André Perrin ensina as crianças menores. As crianças vêm e vão. Algumas ficam oito dias, outras 11 meses ou mais. É difícil planejar com antecedência, uma vez que os professores não têm ideia de quanto tempo cada criança vai ficar. As crianças chegam durante a noite. E elas podem ir embora de repente, quando suas famílias são realocadas ou seus pedidos de asilo são rejeitados.

A escola primária costumava ter 160 alunos. Quando o centro de acolho transitório abriu, uma classe extra teve que ser iniciada rapidamente. Os professores são regularmente confrontados com o passado das crianças. Pode levar algum tempo para essas crianças se sentirem em casa aqui. Algumas talvez nunca se sentirão. Mas cada dia na escola traz elas um pouco mais a este país.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.