Navigation

A caminho de um mundo sem fios

Miami, Florida: Jornalistas que cobrem divório de Boris Becker usam tecnologia de t ransmissão sem fio. Keystone

Novas tecnologias como "Bluetooth", "UMTS" e "WiFi" irão permitir o uso de aparelhos eletrônicos acoplados em rede sem o uso de fios.

Este conteúdo foi publicado em 03. dezembro 2003 - 10:19

Das pequenas empresas às multinacionais: todas as empresas podem lucrar com essas novas soluções.

Os produtos wireless (sem fio) começam a invadir as prateleiras das lojas especializadas. Recentemente, a popular rede de supermercados multimídia Fnac (com sede na França) propôs aos seus clientes "um mês de mobilidade". Na campanha publicitária a empresa chegou mesmo a mostrar navegação na Internet dentro de uma banheira.

O objetivo de publicidade é mostrar que não existe para o internauta diferença entre estar conectado a partir de um computador fixo ou através das ligações sem fio.

Três tecnologias importantes

O mundo dos aparelhos eletrônicos sem fio utiliza várias tecnologias:

No escritório ou em casa, num raio de uma dezena de metros, a tecnologia "Bluetooth" permite transferir, sem fio, dados entre diversos aparelhos que formam nosso local de trabalho (computador, agendas eletrônicas, impressora, celular e outros).

Numerosos aparelhos dispõem originariamente desse sistema prático que dispensa cabos de conexão.

A tecnologia "WiFi" tem outras características. Trata-se duma rede local que utiliza as ondas de rádio, funcionando como uma extensão sem fio de uma rede existente. Não é, portanto, uma conexão direta com a Internet. Um provedor de acesso continua indispensável.

A "WiFi" permite uma conexão de alta velocidade no espaço de uma centena de metros do aparelho transmissor. Não é mais necessário procurar uma tomada telefônica. O usuário dispõe de uma ligação permanente em qualquer lugar da zona de recepção.

Para funcionar, o computador portátil deve estar equipado com um microprocessador "wireless". Este já se tornou comum nos modelos mais modernos do mercado.

Aumento da produtividade

Visão do futuro: em qualquer lugar da empresa, os empregados terão acesso às informações necessárias através de uma conexão com a Internet e Intranet.

Essa mobilidade é muito útil, principalmente quando se precisa transmitir informações sobre a gestão dos estoques ou do almoxarifado aos escritórios. As empresas que equipam seus assalariados com aparelho móveis aumentarão sua produtividade.

Um estudo realizado nos EUA conclui que a instalação de um acesso sem fio em uma empresa permite economizar até 2.400 dólares por ano, por empregado.

Para o funcionário fora do local de trabalho, basta encontrar um ponto de conexão (mais conhecidos como "hot spot") "WiFi" num bar ou hotel, para conectar seu computador portátil com a Internet.

"Como viajo freqüentemente, conecto-me com a rede de minha empresa entre dois encontros para verificar meus mails e responder a questões urgentes, o que me evita passar no escritório", explica Denis Waechter, funcionário na Suíça da empresa americana 3Com.

Em casa, "WiFi" oferece a toda a família a possibilidade de conectar-se um computador móvel com a Internet, mesmo o usuário estando no jardim ou no quarto de dormir.

A cobertura do UMTS será limitada

Por fim, a mobilidade torna-se global com a tecnologia "UMTS", a telefonia celular da terceira geração. Ela irá conectar os telefones celulares com a Internet através de uma conexão de alta velocidade.

O sistema mais comum nos telefone celulares é o "GPRS" (General Packet Radio Service). Ele também possibilita consultar ou enviar e-mails. A norma "GPRS" funciona na rede do GSM atual e oferece uma ligação permanente com a Internet, com capacidade de transmissão efetiva de 40 kbit/s aproximadamente.

"Por questão de rentabilidade, os operadores só instalarão o UMTS nas regiões metropolitanas ou de grande aglomeração humana. As regiões periféricas deverão contentar-se com o convencional "GPRS", ou mesmo com o simples "GSM"", analisa Davis Marcus, diretor da empresa Echovox, que figura entre os líderes de mercado no fornecimento de soluções móveis.

Os modelos apresentados em outubro, em Genebra, por ocasião da Telecom 2003, parecem dar-lhe razão. As empresas prometem para fim de 2004 terminais multiformes UMTS/GPRS/WiFi que determinarão a que tecnologia se conectar em função do uso, de sua disponibilidade e de seu custo.

swissinfo, Luigino Canal

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?