Navigation

América Latina e Caribe superam os quatro milhões de casos de COVID-19

Meninos usam máscaras para evitar o contágio pelo novo coronavírus enquanto assistem a jogo de beisebol em Boca Chica, República Dominicana, 22 de julho de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 22. julho 2020 - 22:47
(AFP)

América Latina e Caribe superaram nesta quarta-feira (22) os quatro milhões de casos do novo coronavírus, metade dos quais foram registrados no Brasil, segundo contagem da AFP feita com base em cifras oficiais.

A região é um dos locais mais afetados pela pandemia de COVID-19, com 4.040.925 contágios e 172.886 falecidos. O Brasil, enquanto isso, registrou 2.227.514 casos do novo coronavírus, uma cifra que o situa como o segundo país com o maior número de contágios, atrás dos Estados Unidos.

O país, com quase 212 milhões de habitantes, registrou nesta quarta-feira um novo recorde de casos em 24 horas: 67.860.

Especialistas estimam que a cifra é subestimada, devido à falta de testes no país, onde a pandemia matou 82.771 pessoas.

Embora muitos países tenham flexibilizado seus confinamentos, o novo coronavírus continua castigando com força a América Latina e o Caribe, a segunda região com o maior número de mortos (172.886) depois da Europa.

O México é, depois do Brasil, o país latino-americano com o maior número de óbitos por COVID-19, após superar os 40.000 falecimentos na terça-feira.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.