Navigation

AstraZeneca interrompe testes clínicos de vacina após reação em voluntário

(Arquivo) Sede da farmacêutica AstraZeneca, em Macclesfield, Inglaterra afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. setembro 2020 - 00:01
(AFP)

A farmacêutica AstraZeneca anunciou nesta terça-feira que fez uma "pausa voluntária" mundial nos testes clínicos de sua vacina contra a Covid-19, no que chamou de uma medida de rotina, após um dos voluntários ter desenvolvido uma reação não explicada.

"Como parte dos testes globais controlados e randomizados em andamento da vacina de Oxford, nosso protocolo de revisão padrão foi acionado e fizemos uma pausa voluntária na vacinação, para permitir uma revisão dos dados de segurança por uma comissão independente", informou um porta-voz da empresa, associada à universidade de Oxford e uma das pioneiras na corrida global pela vacina.

"Esta é uma medida de rotina, que deve ser tomada sempre que há uma reação potencialmente inexplicada em um dos testes, enquanto a mesma é investigada, o que garante a manutenção da integridade dos ensaios", assinalou a empresa, segundo a qual, durante testes em larga escala, às vezes ocorrem reações, que devem ser analisadas de forma independente.

"Estamos trabalhando para agilizar a revisão deste evento único, para minimizar qualquer potencial impacto no cronograma dos testes", indicou o porta-voz, sem detalhar de onde é o paciente ou a natureza e gravidade de sua reação.

Pausas em testes clínicos não são incomuns, mas esta é a primeira vez que uma interrupção acontece nos testes de uma das potenciais vacinas contra a Covid-19. A AstraZeneca é uma das nove empresas que se encontram na fase 3 e final de testagem.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.